Meu Girassol. Para Clarissa

Meu Girassol.
Para Clarissa

Quando fecho os olhos e imagino um girassol,
Vejo logo não só um, mas um jardim de girassóis...
Não...
Um campo todo coberto com girassóis reluzentes, cheios de cor.
Um amarelo sol que ilumina, que transborda cor que rima com amor.
Estarei eu sonhando?
Sim, pois vejo no meio deles o seu rosto, o seu sorriso, os seus cabelos ao ritmo da brisa leve que sopra.
Estarei eu sonhando?
Você me olha e sorri, acena e me chama...
_ Vem, mãe, vem ser um girassol também!
Mas eu fico ali parada, encantada.
Descubro-te ainda menina...
Aí, te percebo já uma mulher.
Assim tão única que é você.
Vou contornando o campo sem te perder de vista,
Teus olhos me seguem e você ainda me chama...
_ Vem, mãe, vem ser um girassol também.
Mas girassol só é você no meio de flores amarelo sol.
Pois só você, Clarissa, é meu girassol.


Ana Maria Basso
1 comentário

Um comentário

  1. Sempre que leio essa sinto vontade de chorar. Só você sabe perceber o que eu sinto e o que escondo.
    I love you.

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados