Colocando em dia.

Setembro 2012.

Então, já estamos no ano novo (2013), e eu não terminei de escrever sobre nossa viagem à Europa no ano passado.
... Querido blog...
Votamos do Marrocos para mais 4 dias em Barcelona, Valência e de volta a Barcelona.
Fotos:

Minha loja favorita em Barcelona!


Vista da Praça de Espanha.


Aqui nesta Arena agora é um Shopping, mas costumava ser uma arena para touradas, agora banidas de Barcelona.


Em Valência, na Espanha.

Valência, ou Valença é a terceira cidade mais populosa da Espanha. Localiza-se na costa do Mediterrâneo, no leste do País. Fomos de trem passar dois dias por lá, saindo de Barcelona.

Ao fundo o Mar Mediterrâneo.




 O Aquário de Valência.

 Cidade das Artes e das Ciências.




O famoso aquário de Valência. Lindo! 


O centro de Valência.


 A Praça de Touros. Fica bem ao lado da estação ferroviária que chegamos.


Voltando para Barcelona.

 De novo em Barcelona, dia 11 de setembro é o Dia da Catalunha.






Camp Nou.

O Gima dando um chute na canela do Messi.


E a população começa a se organizar para a passeata a favor da Independência da Catalunha.



A cada 11 de setembro, a população catalã segue se manifestando pelas ruas para reclamar o reconhecimento dos direitos nacionais, cultura e história. Para eles é o Dia da Independência.
Estávamos lá e conferimos ao vivo.
Emocionante!







"Catalunha, next independent state in Europe" é o que diz a faixa no prédio.


A crise econômica na Catalunha juntou pela primeira vez, nas ruas, os vários movimentos independentistas da região, sob o mesmo lema: “Catalunha, um novo estado da Europa”.

Centenas de milhares de pessoas concentraram-se ao final da tarde de terça-feira, em Barcelona, para realizar o tradicional desfile do dia da região autónoma espanhola.

Uma marcha transformada num protesto pela independência, contra o governo central, acusado de arrastar a Catalunha na espiral da crise.

Para o presidente da região, Artur Mas, que não participou na marcha, o protesto mostra que, “sem a assistência financeira do governo central, a Catalunha tem o caminho aberto para a liberdade”.

Aquela que á uma das regiões mais prósperas de Espanha, regista uma dívida de 42 mil milhões de euros e um desemprego que atinge um em cada quatro habitantes.

Um manifestante afirma: “nós queremos ser um país dentro da Europa e que todo o dinheiro fique aqui. Temos a nossa língua, a nossa cultura e estamos fartos. Basta”.

Terminamos o dia no Hard Rock Café!


Voltamos ao Brasil dia 12 de setembro.

Meus sinceros agradecimentos ao Felipe Tagliari, Pipo, meu querido genro, que mora em Barcelona e nos recebeu. Sua participação nesta viagem com logística foi decisiva. Obrigada!





Sem Comentários

Deixe o primeiro comentário

Todos os direitos reservados