Agora é o Mar da Galiléia.

Março 2014.

Saímos de Acre logo cedo em direção ao Mar da Galiléia.
Nossa primeira parada foi no "Monte das Beatitudes".
 Mateus, Capítulo 5.
"Jesus, pois, vendo as multidões, subiu ao monte e, tendo se assentado, aproximaram-se os seus discípulos, e Ele se pôs a ensina-los, dizendo: Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem aventurados os que choram, porque eles serão consolados. Bem aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra. Bem aventurados os que têm sede e fome de justiça porque eles serão fartos... Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós. Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens".
O Monte, também conhecido como "Monte das Bem Aventuranças" é celebrado há mais de 1600 anos como sendo o local onde Jesus fez o Sermão da Montanha.
O local é de uma beleza infinita, de um paz inexplicável. Me distanciei do grupo neste lugar e fui explora-lo sozinha. Caminhei pelos gramados, pelas calçadas e me deparei com pequenos grupos rezando, ou simplesmente meditando. Pude observar que os grupos falavam diferentes línguas como o francês, o inglês...


Esta foto mostra bem o Santuário das Beatitudes ao fundo. O edifício foi projetado por Antônio Barluzzi, em estilo néo-renascentista. Sobre o prédio de um só pavimento sobressai a cúpula octogonal erguendo-se sobre a capela principal, que recorda as oito beatitudes, algumas delas eu citei no início deste post.
Aqui é um lugar que quero voltar, sentir novamente a brisa que sopra do Mar da Galiléia... A paz que senti neste lugar é diferente de tudo que já vivi... Não sou religiosa, apesar de ter sido criada na religião Católica, mas imaginar Jesus Cristo caminhando por aqui, falando de amor é inspirador.


Saímos dos Monte das Beatitudes e passamos por outro ponto histórico logo alí ao lado, também às margens do Mar da Galiléia, que na verdade é um imenso lago com 50 km de circunferência e 19 km de cumprimento. Aqui está uma famosa pedra, que dizem ser onde Jesus cortou o peixe para a divisão no dia do sermão.
Fotografei esse lindo ninho de passarinho bem na porta de entrada da igreja onde está a "Pedra".
Seguimos para Cafarnaum, conhecida como a Cidade de Jesus pelo fato dEle tê-la feito seu quartel general durante algum tempo em que morou ali. Na época, Cafarnaum era uma rica cidade judaica. Aqui Jesus conheceu seus primeiros discípulos Pedro, André, Tiago, João e Mateus. Jesus realizou muitos milagres aqui.
Aqui são ruinas de uma antiga sinagoga em Cafarnaum.
A casa de São Pedro, uma dentre um grupo de casas, foi descoberta abaixo dos restos da igreja octogonal bizantina. Uma nova igreja foi construída sobre o local.
 Nesta foto fica claro a igreja construída sobre a casa de São Pedro.
Nosso guia Uffir nos explicando que a peça em questão, na época de Jesus, era uma moenda para esmagar azeitonas. 
 Linda estátua de São Pedro com o Mar da Galiléia ao fundo.
 Uma de minhas fotos favoritas. A turma toda em Cafarnaum.

Próxima parada: passeio de barco no Mar da Galiléia.
Sem Comentários

Deixe o primeiro comentário

Todos os direitos reservados