O Muro, a Cisjordânia e Belém, onde Jesus nasceu.

Março 2014.

"Não temais; eis aqui vos trago boa nova de grande alegria, que o será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o senhor."

Belém (Bethlehem) está localizada na região central da Cisjordânia, em território sob a jurisdição da Autoridade Palestina. Embora a administração seja Palestina, o controle sobre o acesso à cidade é de Israel, que construiu um imenso muro com 700 km de extensão. Atualmente a cidade tem cerca de 30 mil habitantes, a maioria muçulmanos, e fica a apenas 10 km de Jerusalém. Para passarmos para o outro lado, tivemos que mostrar nossos passaportes. O controle é rigoroso. Judeu não pode passar para o outro lado, tanto que nosso guia, Uffir, nos levou até a barreira e do outro lado do muro, um guia Palestino nos aguardava. Fomos para a Igreja da Natividade, sem antes passar numa  "lojinha" de souvenirs. Alí perdi meu brinco de pérolas. O pessoal da loja se mostrou muito prestativo em me ajudar a localizar a joia, mas em vão... 
 O muro.
 A Igreja da Natividade.
Ordenada por Santa Helena, mãe do Imperador Constantino, a Igreja da natividade foi construída no ano de 326. Presume-se que aqui nasceu Jesus. Atualmente ela pertence à Igreja Ortodoxa Oriental, à Igreja Armênia e à Ordem dos Monges Franciscanos.

 A decoração no interior da Igreja, enquanto se aguarda num salão pela sua vez para descer até a gruta, é bem ao estilo grego ortodoxo.
 A Gruta da Natividade. Aqui nasceu Jesus.
É emocionante poder estar num lugar tão sagrado para o mundo cristão. Poder tocar o lugar, sentir a fé das pessoas ao seu redor, ouvir as orações, enfim, uma paz diferente me invadiu. Emocionante! 
O local exato é marcado por uma estrela de prata de quatorze pontas no chão e uma inscrição em latim que diz: "Aqui Jesus Cristo nasceu da Virgem Maria."

Minha família na Igreja da Natividade, na parte Católica. Uma missa estava sendo celebrada enquanto estávamos lá. Da esquerda para a direita, Denise, eu, meu pai, Heloisa, Isabela e Elisa, Paul e minha mãe. 
Mosaicos originais no chão da Igreja. Seculares.
Belém vista da saída da Igreja da Natividade.

Próximo capítulo, Mar Morto.

2 comentários

2 comentários

  1. Como é bom rever esses lugares sagrados e tão lindos! Terra onde Jesus nasceu! Pisar nos lugares onde Ele e Nossa Senhora pisaram... Parece um sonho! E como você , minha filha, soube tão bem descrever e mostrar! È uma recordação maravilhosa! Fatos que a gente nunca mais vai esquecer! Parabéns! Beijos da mami!

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados